Comprar barato: 25 de março e outras dicas

25 de março / 2020 (atualizado)

A rua 25 de março, na cidade de São Paulo, é o paraíso para quem quer comprar barato! Mas será que você conhece dicas de como fazer o seu dinheiro render mais na hora de ir às compras, em qualquer lugar que estiver?

 

Os números da 25 de março

O nome da rua é uma homenagem a data da primeira constituição brasileira, mas quem passa por lá sabe que a lei do lugar é mesmo a de negociar e garimpar!

A área, além de ter de tudo um pouco, tem também números que impressionam:

  • 400 mil pessoas circulam por lá todos os dias e próximos às datas comemorativas como Natal e Carnaval, esse número chega facilmente a 1 milhão;
  • Existem mais de 4.500 lojas dos mais diversos produtos que você puder imaginar, inclusive bijuterias, roupas e artigos para festas são os itens mais desejados por lá. É possível até encontrar guias por segmento do que você busca;
  • Por dia, são movimentados nada menos que 120 milhões de reais nas compras locais!

Todos esses números só mostram que de “brinquinho em brinquinho” chegamos aos gastos altos e ao acúmulo de boletinhos. A situação fica ainda pior quando compramos coisas que nem mesmo precisávamos, não é?

Então segura a carteira, pegue a lista e confira junto com a gente o guia que preparamos para você não gastar mais do que deve, comprar apenas o necessário e ainda garantir o melhor preço!

Vamos lá?

PESQUISAR: CHATO, MAS NECESSÁRIO

Quase tão ruim para o seu orçamento quanto comprar por impulso, é comprar algo que você já queria ou precisava, mas sem pesquisar preços antes.

Isso vale tanto para compras online quanto para aquelas realizadas em lojas físicas.

Para buscar o melhor preço, vale visitar cada loja do seu interesse e pedir recomendações para amigos e familiares. Isso garante que além de ver com os próprios olhos o produto, você ainda possa bater um papo com vendedores e gerentes e verificar se existe margem para negociação com desconto!

A boa notícia é que para pesquisar em lojas virtuais, você não precisa entrar em todos os sites! Graças às ferramentas como o Google Shopping, basta digitar o nome do produto desejado e automaticamente ela exibirá uma lista com vários fornecedores e faixas de preço!

Aqui vale um lembrete: antes de fechar a compra, pesquise se a loja é confiável (veja nosso post sobre segurança virtual, para entender os critérios) e quanto será cobrado de frete.

Se mesmo assim a compra valer a pena, aproveite!

 

CUPONS E CASHBACK SERÃO OS SEUS MELHORES AMIGOS!

Já falamos por aqui sobre como o movimento dos cupons de descontos vem ajudando muitas pessoas a comprar barato. O mesmo vale para o benefício do cashback, que apesar de não oferecer o desconto direto, te reembolsa um pedaço do valor da compra!

Melhor do que nada, não é mesmo?

Por isso, antes de comprar o que você quer, vale a pena conferir se plataformas como a Méliuz e a Ame Digital  oferecem parcerias com alguma loja que te atenda.

 

DINHEIRO SIM, CARTÃO NÃO!

Seja na 25 de março ou em qualquer outro lugar, evite levar o seu cartão de crédito na hora de ir às compras, isso te garante maior controle dos gastos e menor tentação de parcelar até perder de vista e acabar criando uma nova dívida.

Separe quanto dinheiro você tem no seu orçamento (sem comprometer outros itens importantes) e vá as compras deixando o seu amigão em casa!

Isso vale também para o cartão de débito, pois mesmo sem oferecer a possibilidade de parcelar, você pode acabar entrando no cheque especial sem nem mesmo perceber, e se isso acontecer, confie no que dizemos: os juros não vão te deixar em paz!

Por isso, o dinheiro nesses casos é a melhor opção! (Ah, outra vantagem é a de que conseguir um desconto com o dinheiro em mãos pode ser mais fácil!)

Agora, se estiver comprando em lojas virtuais e for parcelar no cartão de crédito, confira nos detalhes de cada parcela se não haverá acréscimo de juros. Normalmente à partir de um certo número de parcelas as lojas passam a cobrar a mais.

 

ATACADO OU VAREJO?

Essa é uma dúvida das grandes!

Comprar no atacado significa comprar em maior quantidade com maiores descontos. Quando você compra no atacado, o preço da unidade de cada um dos produtos acaba ficando menor e muitas vezes, passa até os 50% de desconto, quando comparado ao preço do varejo.

Mas cuidado com a cilada:

Você irá utilizar toda essa quantidade?

Caso não, conhece alguém que compraria o que sobrar?

E ainda: se estivermos falando de alimentos, tome ainda o cuidado para não comprar mais do que o necessário e acabar tendo que jogar fora, por ter perdido a data de validade.  Nesses casos, acaba compensando a compra no próprio varejo.

 

SE EU NÃO COMPRAR NADA O DESCONTO É MAIOR!

“Leve 3 e pague 2!”

“Aproveite o Dia do Consumidor, a Black Friday, o Saldão…”

Frases comuns tanto na 25 de março, quanto em outros locais de comércio e até mesmo em sites e acredite: motivos e datas para te fazer querer comprar, não faltarão!

Os descontos podem até ser reais, as promoções serem boas mas lembre-se de que qualquer valor gasto com o que não era necessário é muito dinheiro!

 

O EXTRAORDINÁRIO É DEMAIS

Consumo consciente, reciclagem, reutilização, revenda… Tudo isso pode te ajudar a evitar uma compra desnecessária.

Já pensou em adotar um estilo de vida minimalista? Ele além de ser bom para o seu bolso, ajuda o planeta!

Se for algo que você precisa MESMO, busque alternativas às lojas tradicionais! Aplicativos de revenda como o Enjoei  podem te dar uma força nessa missão de comprar barato.

Lembre-se que não comprando um objeto que você não precise, além de passar mais longe das dívidas, com esse dinheiro economizado é possível investir em um plano maior como uma viagem ou um curso.

Interessante, não?

 

Gostou dessas dicas para comprar barato? Então veja outros conteúdos como esse, para ficar com o bolso emDia!

Ir para o Blog

Marcella Menasce

por Marcella Menasce