Compras por impulso: eu preciso disso?

15 de março / 2019 (atualizado)

No mês do consumidor, evite compras impulsivas e dê um respiro para o seu bolso.

A cena é comum: você está andando pelo shopping e dá de cara com um conjunto de panelas com um desconto incrível. Sem pensar muito, você entra na loja, compra o produto parcelado, vai pra casa feliz e contente e um mês depois percebe que o que parecia ser um valor insignificante na fatura acabou se tornando mais uma conta difícil de pagar.

As superpromoções e descontos, muito presentes em datas como o Dia do Consumidor, deixam qualquer um tentado a comprar produtos com preços baixos, afinal, quem não gosta de descontos e vantagens? Mas é preciso muito controle e jogo de cintura em datas como essa. Muitas vezes estamos ligados no automático, e nossas compras são feitas sem reflexão alguma. A falta de planejamento pode se tornar um grande vilão, e nos colocar em situações que poderiam ser evitadas se antes das nossas compras, fizéssemos aquela famosa pergunta: eu realmente preciso disso?

Será que preciso de um novo celular? É melhor guardar o dinheiro para objetivos de longo prazo? Selecionamos algumas dicas que vão te ajudar a controlar o impulso e comprar apenas o necessário.

 

O que fazer para evitar o consumo exagerado?

 

1 – Pense antes de agir

Muitas vezes, a facilidade no parcelamento dos produtos e os benefícios do cartão nos impulsionam a comprar sem realmente precisar. No Dia do Consumidor não é diferente. As propagandas e os descontos convincentes nos dão a ilusão de que precisamos de um novo celular, mesmo tendo um que funciona perfeitamente. É aí que devemos esperar o calor da emoção passar, pra avaliar com calma se a compra realmente vale a pena.

 

2 – Priorize objetivos de longo prazo

A casa própria, a dívida que só cresce, o carro que precisa de um conserto. Pode não parecer, mas deixar de comprar por impulso traz um ganho incrível lá na frente, te ajudando a conquistar seus objetivos de longo prazo e realizar seus sonhos. Vamos lá: uma TV de 24 polegadas custa em média R$ 600,00. O que vale mais a pena: Usar esse dinheiro para quitar uma dívida antiga que te assombra até hoje, ou comprar a televisão e correr o risco de se endividar ainda mais?

 

3 – Pesquisar é a chave de tudo

Sabe aquela geladeira que você anda namorando há um bom tempo? Provavelmente você conhece suas variações de preço e sabe onde encontrá-la com o melhor desconto. Pesquisar preços, lugares e reputação é muito importante para não cair em ciladas. Antes de realizar uma compra em determinada loja, vale dar uma olhada no Reclame Aqui. Você vai ter uma boa noção sobre valores, fretes, qualidade dos produtos e se o desconto realmente existe.

 

4 – Conheça seus direitos

O dia do consumidor foi criado para que exista uma conscientização sobre os direitos do consumidor. Então fique sempre ligado nos seus direitos para não passar dor de cabeça depois!

 

5 – Não se deixe levar pelos outros

É super normal termos vontade de comprar um produto da moda, que muitas pessoas já têm ou também desejam ter. Mas cuidado com o impulso! Produtos com muita procura costumam ter preços mais altos. Antes de seguir o comportamento dos outros, entenda seu momento, reflita se você realmente quer ou precisa do produto, e só faça a compra depois de se planejar bem, para evitar arrependimentos mais pra frente.

 

6 – Antes de comprar, olhe o que você tem em casa

Quem nunca comprou uma peça de roupa mesmo tendo outra igualzinha no guarda-roupas? No calor da emoção, esquecemos de avaliar o que já temos em casa, e acumulamos coisas repetidas sem nem perceber, e o pior, muitas vezes nem usamos o que compramos! Por isso, antes de levar algo que te chamou a atenção, dê uma olhada em casa.

 

Nada melhor do que cuidar do seu dinheiro praticando o consumo consciente! Gostou das dicas? Então fique ligado no nosso blog para uma vida financeira mais saudável e leve.

Visitar o blog

Marcella Menasce

por Marcella Menasce