Oportunidade de trabalho: o guia completo do currículo à entrevista!

29 de julho / 2019 (atualizado)

Se você não está empregado nesse momento, esse post é para você: se prepare para uma enxurrada de conselhos que vão desde a busca pela vaga ideal até o comportamento esperado durante a sua entrevista.

Se você já encontrou a sua oportunidade de trabalho, esse post também é para você! Lembramos que se manter atualizado e por dentro das tendências do mercado é sempre importante!

Preparados? Então caderno na mão que lá vem conteúdo!

 

Em primeiro lugar, onde buscar uma oportunidade de trabalho?

Em um cenário de constante transformação é normal que o perfil dos profissionais buscados pelo mercado mude, assim como as formas de recrutamento e seleção.

No entanto, se engana quem pensa que as novas tendências do mercado se resumem apenas às qualificações comprovadas por diplomas e cursos . É preciso mudar também a maneira de pensar e agir dentro do ambiente da sua empresa e aqui você pode ler sobre 6 bons exemplos disso.

Dentre essas grandes mudanças, temos várias atreladas à tecnologia. Ela, além de ser uma área listada dentre as que mais vão gerar vagas de emprego em 2019, também está em praticamente tudo o que usamos hoje.

E não pára por aí: a tecnologia também é uma grande aliada de quem está buscando a grande oportunidade no mercado de trabalho. Sabe como?

Dificilmente você sairá hoje com o seu currículo nas mãos, já que existem várias plataformas gratuitas e online que vão garantir a visibilidade do seu perfil e te colocar em contato com empresas e recrutadores.

Conheça algumas  que selecionamos aqui:

Linkedin: mais do que uma rede social, o LinkedIn permite que você coloque todo o seu histórico profissional e habilidades em um único lugar. A plataforma ainda te conecta com profissionais de diversos segmentos, permite visualizar mais informações sobre as empresas do seu interesse e encontrar vagas com o seu perfil. Além disso, milhares de recrutadores estão utilizando o Linkedin para encontrar o candidato ideal. Cadastre-se agora mesmo na rede, ou atualize seu perfil por lá.

Catho: Com a possibilidade de ser testada gratuitamente por até 30 dias, essa plataforma também permite a geração de um currículo bem formatado e a visualização de diversas vagas de todos os níveis e áreas de conhecimento. Além disso, existe a possibilidade de realização de cursos e simulações de entrevistas.

-Se você é da área de comunicação, marketing, design ou tecnologia, precisa conhecer o Trampos. Por ser uma referência nessas especialidades, muitos recrutadores recorrem diretamente a essa plataforma na busca pelo candidato ideal. Faça o seu cadastro, atualize o currículo e o portfólio e cruze os dedos!

-O site InfoJobs impressiona com os seus números e cases de sucesso e conta com mais de 190 mil vagas registradas que vão de assistente a coordenador. Diferentemente do item anterior, as áreas de atuação buscadas por lá são as mais diversificadas. Vale dar uma olhada!

-Por fim, o site Vagas é outra possibilidade para quem quer se conectar às oportunidades. Também gratuito e super fácil de usar, permite que você mantenha seu CV atualizado e de quebra acesse um mapa interativo sobre carreiras! Você também pode ativar notificações de novas vagas abertas, via e-mail.

Sabendo disso, escolha uma, duas ou todas plataformas, atualize os seus dados e histórico e faça uma ótima busca pela oportunidade!

Aqui vale mais uma dica: para conhecer mais sobre a empresa que você está prestes a se candidatar, o site Glassdoor pode te ajudar! Nele você encontra avaliações sinceras de outros empregados com pontos fortes e fracos de se trabalhar naquela empresa. Vale dar uma boa olhada para evitar decepções no futuro.

 

E se eu quiser uma oportunidade pontual e nada fixo?

Se esse é o seu objetivo no momento, não se preocupe. Nós pensamos em dicas para você também!

A Workana e a 99 Freelas são sites ótimos para quem busca um trabalho pontual para complementar a renda ou encaixar naqueles espaços livres da agenda. Cadastre-se por lá para verificar os projetos disponíveis.

Aqui vale lembrar que não importa se a oportunidade de trabalho é fixa ou pontual, você sempre precisará de um currículo bem feito.

 

Como montar um bom currículo?

A maioria das plataformas que falamos acima, já contemplam a função de fazer o download do currículo que foi cadastrado.

Essa opção é uma ótima ideia, uma vez que o documento já virá formatado para separar o que é experiência profissional do que é formação e habilidades.

Caso você deseje fazer o seu próprio currículo, lembre-se sempre de ser claro, verdadeiro e com objetivo de carreira bem definido.

A estrutura do documento deve lembrar algo nessa linha:

  1. Dados pessoais (nome completo, e-mail, telefones para contato, perfil do LinkedIn e cidade onde você mora). Lembre-se de incluir um endereço de e-mail que tenha fins profissionais e evite aqueles que tenham palavras engraçadas ou sugestivas, eles podem pegar mal para você.
  2. Objetivo/área de atuação: essa sessão do seu CV serve para que em uma primeira olhada, o recrutador já entenda qual a sua especialidade e em que você deseja atuar. Não coloque o cargo que você pretende, isso pode dar a entender que você está fechado para outras oportunidades.
  3. Cursos e formação: aqui vale incluir os cursos que você já fez e que são relevantes para a área que você deseja atuar. Não importa se de curta, média ou longa duração, o que realmente é necessário é que você coloque o ano em que  o mesmo curso foi concluído.
  4. Experiências profissionais: Nesse campo, inclua sempre as suas experiências mais recentes nos primeiros lugares. Coloque o nome da empresa, desde quando você atua (ou atuou) lá, as suas principais atividades desenvolvidas na sua rotina de trabalho e os projetos na qual você esteve envolvido.

 

Sempre bom lembrar: não se esqueça de revisar todos os dados que foram colocados e a forma como foram escritos. Erros de língua portuguesa podem contar pontos negativos na hora da seleção.

Se para você for cansativo ler tudo isso, você também pode dar uma olhada nos vídeos do canal no Youtube da Na Prática:

 

Fui chamado para a entrevista! E agora?

Antes de mais nada, parabéns! Se chegou até aqui foi porque fez um bom trabalho nas etapas anteriores, estamos orgulhosos de você!

Agora não dá para relaxar, é preciso se preparar para o encontro com o recrutador. Para isso, se atente as dicas que separamos abaixo:

-Conheça a empresa para qual você está se dirigindo. Pesquise números e produtos sobre ela na Internet. Isso significará que você se interessou e conhece o local onde pretende trabalhar.

-Chegue no horário combinado, ou até um pouquinho antes. A pontualidade é chave para causar uma boa impressão.

-Use roupas adequadas para a ocasião e a cultura da empresa.

Além disso, tome cuidado com a linguagem corporal durante a entrevista, seu corpo pode dar diversos sinais mesmo que não falados.

Quer um exemplo? Mexer excessivamente as pernas e braços indica que você está nervoso. Da mesma forma que manter os seus braços cruzados pode indicar que você não está confiante com o que está sendo falado.

Coloque um sorriso no rosto e conte sobre o que você sabe fazer de melhor.

 

 Você está contratado(a)!

Começou no trampo novo? Então agora é dedicação e organização da vida financeira.

Nada de sair por aí gastando o novo salário em coisas que você não precisa. Lembre-se sempre de priorizar a renegociação de possíveis dívidas em atraso, para depois tirar outros planos do papel.

Ter o nome limpo pode contar bastante a seu favor.

E nós da emDia, te desejamos muito sucesso nessa nova jornada!  😉

Quero ver mais dicas no Blog 

 

Marcella Menasce

por Marcella Menasce