Como mobiliar uma casa sem gastar muito

31 de janeiro / 2020 (atualizado)

Finalmente conseguiu sua independência com a casa própria ou alugada? E agora você se vê enfrentando mais um perrengue, que é mobiliar a casa?

Com pouco dinheiro no bolso, essa missão parece quase impossível. Afinal, como deixar o lar bonito e aconchegante sem ter como investir muito nos móveis e eletrodomésticos?

A boa notícia é que existem várias formas criativas de mobiliar a casa sem colocar o seu dinheiro em risco. Você só precisa de planejamento e criatividade.

Veja as dicas que separamos!

 

Mobiliar a casa: planejamento é tudo!

Antes de ir às compras, é muito importante fazer um bom planejamento. O primeiro passo é pensar na quantidade de dinheiro que você ainda tem disponível para mobiliar a casa.

É muito difícil comprar todos os móveis da casa de uma só vez. Por isso, faça as contas e considere o quanto você pode poupar nos próximos meses para ir comprando os outros itens que ficarão faltando. 

Nesse caso, nossa dica é dividir em etapas: primeiro, você compra o essencial para tornar a casa nova “habitável” e, depois, vai ajustando o lar aos poucos do jeitinho que você gosta.

Essa também é uma etapa de “desapego”. O exercício de pensar se todos os itens que estão na lista de desejos são realmente indispensáveis ou se você pode ficar um tempo sem eles ajuda a focar nas necessidades reais.

 

Eu preciso disso mesmo?

Sabendo exatamente o quanto você pode gastar, é hora de entender as particularidades do seu imóvel. Faça uma lista de itens por cômodo e tire todas as medidas, para evitar comprar algo que não será usado.

Lembre-se de que se você alugou o imóvel, pode negociar com o proprietário para que a mobília já existente seja deixada por lá. Ou ainda, caso você invista no imóvel dele, por exemplo, colocando cortinas, pode tentar que o valor gasto seja abatido na próxima parcela do aluguel! Vale a pena tentar!

Verifique também a quantidade e a posição das tomadas, entradas de TV e voltagem da casa.

Assim, você consegue comprar apenas o que realmente necessita – e evita passar dos limites do orçamento planejado.

 

Crie uma lista do que é indispensável

Essa talvez seja uma das maiores dificuldades de quem está tentando se planejar para mobiliar a casa pela primeira vez. Afinal, tudo parece necessário, não é? A dica é rever a sua lista várias vezes e cortar os itens adicionais até que ela caiba no seu orçamento inicial.

Na hora de fazer a lista de móveis e eletrodomésticos, separe por cômodo. Abaixo, vamos sugerir algumas opções, mas lembre-se que isso varia de pessoa para pessoa e de família para família. 

Quarto

O quarto pode ser do casal, das crianças ou só seu. Dependendo de quem vai usá-lo, as necessidades serão diferentes. De forma geral, é preciso:

  • cama;
  • colchão;
  • guarda-roupa;
  • criado-mudo.

Alguns itens extras podem ser adicionados a essa lista, como: roupa de cama, cortinas, tapetes, cômodas, espelho, escrivaninha, abajur, cabeceira de cama etc.

Sala

Na hora de mobiliar a sala de casa, o mais básico é contar com:

  • sofá;
  • rack ou painel para TV;
  • televisão.

Itens adicionais são: tapetes, cortinas, almofadas, mesinhas de centro ou lateral, prateleiras, vasos de plantas etc.

Banheiro

Considerando que o seu banheiro já venha com pia (e que você não irá trocá-la), será preciso:

  • armário (para a pia ou superior);
  • espelho;
  • box;
  • chuveiro.

Para deixar o ambiente mais confortável: suporte de toalhas e de papel higiênico, porta shampoo e porta sabonete no box, tapete e cesto de lixo.

Cozinha

Quando alguém vai mobiliar a casa, esse é o espaço que costuma necessitar de mais investimentos, principalmente se você não tem os eletrodomésticos básicos. Uma lista simples conta com:

  • geladeira;
  • fogão;
  • armários de cozinha;
  • mesa de jantar com cadeiras (elas podem ser substituídas por uma mesa de embutir, dependendo do tamanho da sua cozinha).

Itens que trazem mais conforto são: micro-ondas, filtro de água, utensílios de cozinha e eletroportáteis (liquidificador, batedeira, espremedor de frutas, torradeira, entre outros).

Sala de jantar

Muitas casas e apartamentos contam com a sala de jantar separada da cozinha, ou integrada a outros ambientes, como a cozinha americana e a sala de estar. Se esse é o seu caso, o indispensável é uma mesa de jantar com cadeiras para o ambiente.

Lavanderia

Aqui também existem alguns itens importantes, como:

  • máquina de lavar, tanquinho ou centrífuga;
  • varal (de chão, de teto ou outras versões dependendo do espaço).

Algumas pessoas também investem em armários ou prateleiras para organizar os itens da lavanderia ou uma secadora para os dias de inverno.

Essa é uma lista bem básica, mas tudo dependerá do que você já tem. Se está se programando para mobiliar a casa pela primeira vez, talvez você tenha que incluir outros itens, como:

  • objetos e utensílios de cozinha (talheres, pratos, copos, jogo de facas, panelas, potes plásticos, assadeiras, jarras etc.);
  • lustres e lâmpadas para todos os cômodos;
  • eletroportáteis em geral, como aspirador de pó, mixer, fritadeira sem óleo etc.;
  • ventilador ou ar condicionado;
  • ferro de passar roupas;
  • tábua de passar roupas;
  • objetos para limpar a casa (balde, vassoura, rodo, pano de chão) e outros itens de lavanderia (cesto de roupa suja, prendedor de roupas etc.);
  • roupas de cama, travesseiros e toalhas;
  • objetos de decoração (almofadas, lustres, abajures, quadros, vasos de planta e outros enfeites).

 

Faça um cronograma alinhado com seu orçamento

Agora que você sabe do que precisa, é hora de definir o seu cronograma de compras. Comece pelo mais básico para poder se mudar – e vá acrescentando outros itens ao longo dos meses.

Esse cronograma precisa estar alinhado com seu orçamento. Se você tem X para gastar, mas planeja comprar o dobro disso, acabará com dificuldades financeiras. É hora de desapegar e pensar apenas no mais importante no início de tudo.

Depois de montar esse cronograma, comece a pesquisar os preços. Entre em sites de pesquisa (Zoom, Buscapé, Já Cotei, Google Shopping e outros). Crie notificações para quando os preços de determinados itens baixarem. 

Lembre-se de que muitas lojas cobram um valor extra para frete e montagem.

 

Faça você mesmo

Será que tudo o que você precisa para mobiliar a casa tem que ser comprado, ou existem itens que você mesmo pode fazer? Ao invés de investir pesado em itens de decoração, é possível, por exemplo, pintar uma parede você mesmo e dar um efeito diferente ao ambiente.

No Youtube e no Pinterest, você encontra excelentes inspirações no estilo DIY (Do It Yourself, ou faça você mesmo em português) que podem te salvar nos primeiros meses.

Por exemplo: cabeceira de cama com pintura, prateleiras e nichos com pallets ou caixotes de feira, estantes e criado-mudo com blocos de construção, luminárias com canos de PVC, cama e outros móveis de pallets, entre outros.

O canal Casinha Arrumada traz ideias para decorar e arrumar a casa com pouco dinheiro e reutilizando recursos. O Organize sem Frescuras também mostra exemplos sobre DIY fáceis de fazer. Sobre esse assunto, existe ainda o canal Jl Dicas & Tutoriais. Vale a pena conferir!

 

Procure por opções mais baratas

Além do faça você mesmo, existem outros locais para comprar móveis baratos e que você pode considerar, como: 

  • sites de venda de produtos usados (como o OLX ou o Mercado Livre);
  • grupos de compra e venda no Facebook;
  • lojas de móveis usados;
  • brechós;
  • sites de desapego e trocas de produtos (Enjoei);
  • leilões de usados;
  • vendas de garagem.

Você também pode conversar com seus amigos e parentes para ver se ninguém está pensando em desapegar de algum móvel ou eletrodoméstico e tentar uma doação ou tentar comprar por um preço mais baixo.

Só tome cuidado com a qualidade do que está comprando, e fique atento ao custo-benefício. Se for comprar itens usados, como móveis e eletrodomésticos, verifique se está tudo funcionando e combine com o vendedor um tempo de “troca” para caso de possíveis defeitos.

As lojas de móveis usados e os brechós são ótimas ideias para economizar e ainda deixar a casa com estilo. Nesses locais, você encontra mobiliários antigos e em ótimo estado de conservação, que trazem um ar retrô para a sua decoração.

E, claro, não deixe passar batido as promoções, como a Black Friday e os descontos atrativos de começo de ano.

 

Principais erros na hora de mobiliar a casa

Embora todas essas dicas sejam importantes, você deve ficar atento aos erros mais comuns na hora de mobiliar a casa – e que podem colocar em risco o seu orçamento.

Os principais são:

  1. não considerar o imóvel como um todo: para que sua casa fique aconchegante, pense que os móveis dos cômodos devem ter sintonia, isso também se reflete na escolha das cores, lustres e itens de decoração;
  2. ser muito apressado: mobiliar a casa é algo que pode levar tempo. Por isso, monte seu cronograma com bastante cuidado e evite queimar etapas, para não perder dinheiro;
  3. se esquecer da realidade: sonhar é ótimo, mas sonhe com os pés no chão. Use sua imaginação para adaptar a casa dos sonhos a sua realidade, tanto em termos de espaço como de grana;
  4. comprar tudo no mesmo lugar: essa pode parecer uma ideia fácil, prática e rápida, mas pode fazer você perder dinheiro, já que nem sempre o desconto final compensa;
  5. não avaliar o custo-benefício das compras: em alguns itens, é bom não economizar, especialmente os mais caros e de primeira necessidade. Por exemplo, a máquina de lavar e a geladeira.

Viu como é possível mobiliar a casa sem gastar muito? O essencial é se planejar muito bem, avaliar quais são os itens de primeira necessidade e arregaçar as mangas para pesquisar preços.

Com essas dicas, fica mais fácil deixar a casa linda e seu bolso cheio.

Para mais conteúdos sobre outros temas, visite o nosso Blog!

Ir para o Blog

Marcella Menasce

por Marcella Menasce