Como limpar seu nome: um passo a passo prático

29 de julho / 2020

“Como limpar nome e deixar para trás a experiência de estar endividado?” — essa é uma pergunta compartilhada por vários brasileiros. Afinal, como mostrou o levantamento feito em abril de 2020 pelo SPC Brasil, cerca de 62,83 milhões de cidadãos do nosso país estão negativados. A questão é que, embora muita gente esteja decidida a mudar essa história, nem sempre é fácil saber por onde começar, não é verdade?

Em especial quando as contas são muitas e o seu orçamento ainda não é tão grande ou está um pouco apertado. Por esse motivo, montamos um passo a passo simples e funcional que vai ajudar neste momento. Acompanhe e tome nota de cada sugestão!

 

Consulte seu CPF

imagem de CPF

O primeiro passo, como você já deve imaginar, é consultar o status do seu CPF. “Ah, mas existe birô de crédito que cobra por esse serviço ou só oferta ele gratuitamente para o atendimento presencial. O que devo fazer?”, você deve estar pensando.

Afinal, a rotina de muita gente anda corrida para abrir espaço na agenda para essa atividade e, para completar, nem todo mundo quer ter uma despesa extra, não é mesmo Contudo, não se preocupe, pois há uma solução simples, fácil de utilizar e sem custo algum para você: a plataforma emDia.

Basta fazer um cadastro em poucos minutos para ter acesso ao histórico detalhado das suas dívidas que indica, por exemplo, quem é o credor delas, a data em que essas contas foram feitas, há quanto tempo estão sem pagamento e o valor atualizado de cada uma. E sabe o que é melhor? Essas informações ficam disponíveis para você checar sempre que precisar.

Veja se existe alguma dívida protestada

O segundo passo sobre como limpar nome é conferir se há alguma dívida que foi protestada, Isto é, quando o credor registra um débito pendente em seu nome em um cartório, ocasionando, assim, uma cobrança extrajudicial.

Diversos débitos podem ser protestados, como o aluguel de uma residência ou o crediário de uma loja que está em atraso. Para obter essa informação, você pode utilizar os sites dos birôs de crédito, como o Serasa. Fora as negativações, eles vão indicar se há ou não alguma dívida nessa situação e, em caso positivo, em qual cartório ele está registrado.

 

Verifique e busque cheques sem fundo

Outro ponto de atenção durante a consulta do seu CPF, além das dívidas que negativaram o seu nome e/ou foram protestadas, é verificar a existência de cheques sem fundo. Afinal de contas, quando são usados como pagamento e você não têm saldo para cobri-los, eles geram mais débitos pendentes e ainda levam o seu nome para o Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF).

Para completar, esse tipo de ação ajuda você a identificar possíveis fraudes e golpes caso o seu talão seja furtado, perdido ou mesmo clonado e usado indevidamente por terceiros.

 

Defina o valor disponível para quitação

Agora que você já sabe quais são as suas dívidas e teve a oportunidade de listar todas elas para descobrir o montante que elas somam juntas, é o momento de definir qual é a quantia que você tem para começar a quitá-las. Ela pode ter sido juntada ao longo dos últimos meses ou vir de uma reserva financeira, por exemplo.

Como falamos logo na introdução, às vezes, as suas contas em aberto são muitas, e o custo total delas é bem acima do valor que você tem disponível. Porém, tenha em mente que isso não será um impedimento para você alcançar esse objetivo, certo? Ao contrário, ele será um ponto de partida para você estabelecer suas próximas ações.

Faça acordos com seu credor

Como você já sabe quem são os seus credores e os valores que deve a cada um, é uma boa ideia tomar a iniciativa de entrar em contato eles. Assim, dá para saber como limpar o seu nome por meio de um acordo direto. Nessas situações, é comum a empresa oferecer condições especiais de pagamento parcelado e, em especial, à vista — com abatimentos e descontos no valor total.

 

Negocie na emDia

Além da opção anterior, que pode ser um pouco mais burocrática e demorada, você pode (e deve) usar o site da emDia. Isso porque, por meio dele, você não só consegue acessar as dívidas que estão negativadas no seu nome, mas também ver diferentes propostas de negociação para pagá-las à vista ou parcelado.

Mas não acaba aí, já que você ainda conta com descontos bem maiores — que podem chegar até 98% — nos débitos pendentes. Ou seja, aquela conta com um valor alto e que pesa no bolso pode se tornar super em conta. Você consegue usar o dinheiro que seria preciso para quitar apenas ela para encerrar várias outras contas pequenas.

Maravilha, né? Ah, e tem mais. Caso a proposta inicial não seja do seu agrado, você mesmo pode simular novos valores e fazer uma contraproposta que cabe no seu orçamento.

 

Faça um planejamento financeiro para não ficar com dívidas novamente

Achou que nós tínhamos acabado após os passos anteriores sobre como limpar nome? Pois a verdade é que não! A razão disso é bem simples: não basta só quitar os débitos. É preciso planejar e organizar a sua vida financeira para que eles não voltem a surgir mais para a frente. Do contrário, você entra em um ciclo vicioso sem fim no qual você fica um período sem dívidas, mas, um tempo depois, volta com elas e, assim, vai alternando continuamente.

Consegue imaginar como isso é desgastante e atrapalha sua vida pessoal? Pois é! Portanto, logo após a negociação de dívidas, comece a monitorar as suas despesas mensais, a identificar aqueles gastos que podem ser cortados, a controlar as compras com cartão de crédito, a fazer uma reserva para casos de emergência e a estabelecer (e seguir) metas financeiras para o seu orçamento e até, quem sabe, um pé de meia para o futuro.

Agora que você já sabe o passo a passo de como limpar nome, coloque nossas dicas em prática. Além disso, não se esqueça de contar com a emDia para otimizar o seu tempo na hora negociar dívidas, gerir as suas contas em aberto e o pagamento delas e usar o seu dinheiro de forma inteligente para recuperar o controle da sua vida financeira!

Por isso, aproveite e faça agora mesmo o seu cadastro no site da emDia!

Quero me cadastrar na emDia

 

Marcella Menasce

por Marcella Menasce