Auxílio Brasil: tire suas dúvidas sobre o programa

20 de dezembro / 2021 (atualizado)

O Auxílio Brasil foi anunciado no fim de 2021 e muitas pessoas ficaram com dúvidas sobre o programa. Leia mais sobre ele!

Nos últimos tempos, é difícil não ter ouvido falar acerca do novo programa do governo federal, em substituição ao antigo Bolsa Família. Como muitas famílias do Brasil dependem desse dinheiro extra para sobreviver, esse programa econômico é bastante importante para o país.

O Auxílio Brasil foi anunciado no fim de 2021. Por conta disso, várias pessoas ficaram em dúvida sobre diversos aspectos relativos a seu funcionamento. Quem pode receber? Qual é o valor dos benefícios?

Nesse texto, vamos te contar mais sobre o Auxílio Brasil, esclarecendo as principais dúvidas sobre o tema. Parece interessante? Então siga com a leitura para saber um pouco mais.

O que é o Auxílio Brasil?

Antes de mais nada, vamos te explicar exatamente o que é o Auxílio Brasil. Esse é o nome do mais novo programa social instituído pelo Governo Federal do Brasil.

O benefício começou a ser pago no dia 17 de novembro de 2021, trazendo três modalidades de benefícios básicos e seis suplementares, que serão detalhadas no decorrer deste texto.

A previsão divulgada pelo governo é que 17 milhões de famílias sejam atendidas pelo Auxílio Brasil. O que significa um aumento de 2,5 milhões em relação às 14,6 milhões que eram atendidas pelo antigo Bolsa Família.

Qual é a diferença entre Auxílio Brasil, Bolsa Família e Auxílio Emergencial?

Agora que você já sabe o que é o Auxílio Brasil, vamos além. Vamos comentar um pouco sobre qual é a relação entre o Auxílio Brasil, o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família.

Auxílio Brasil x Bolsa Família

O Auxílio Brasil, como já falamos, é o mais novo programa do governo federal para dar assistência beneficiária às famílias que precisam. A sua premissa é a mesma do Bolsa Família, apesar de os valores para a consideração da pobreza terem mudado.

No Auxílio Brasil, para que uma família seja considerada em situação de pobreza, a renda per capita deve ser de, no máximo, R$ 200,00. Já no Bolsa Família, esse valor era de R$ 178,00. O mesmo aumento aconteceu com a consideração de extrema pobreza, passando de R$ 89,00, no Bolsa Família, para R$ 100,00, no atual Auxílio Brasil.

Outro ponto de mudança é a extinção do Bolsa Família, que estava em vigor desde o ano de 2003, em face do Auxílio Brasil. De acordo com a MP 1.061/2021, a aprovação da medida implica a extinção do Bolsa Família. Já no caso de eventual extinção da MP, há chances da restituição do programa.

Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial, por sua vez, não se confunde com as modalidades de benefícios tratadas acima. Durante alguns meses da pandemia do novo coronavírus, o governo federal ofereceu um benefício em dinheiro, com determinadas condições a grupos específicos. Esse era o Auxílio Emergencial.

Em outubro de 2021, o programa teve o pagamento de sua última parcela. Até o momento, não houve declarações relativas à sua prorrogação.

Quais são os valores dos benefícios?

Um assunto de grande importância é saber qual é o valor do Auxílio Brasil. Afinal de contas, muitos brasileiros se preocupam com o orçamento e procuram maneiras de complementar a renda após o fim do Auxílio Emergencial, como o saque de FGTS e os programas do governo federal.

Como mencionamos anteriormente, o Auxílio Brasil divide-se em formas básicas de benefícios e seis suplementares. Confira!

Núcleo Básico:

  • Benefício Primeira Infância: valor de R$ 130,00 por criança de até 3 anos incompletos. Limite de cinco benefícios.
  • Benefício Composição Familiar: valor de R$ 65,00 por pessoa matriculada na educação básica, de 3 a 21 anos. Limite de cinco benefícios.
  • Benefício Superação da Extrema Pobreza: espécie de benefício “extra”, pago se os demais benefícios básicos não assegurarem a renda per capita acima da linha de extrema pobreza, que é de R$ 100,00.

Benefícios Suplementares:

  • Auxílio Esporte Escolar: valor de R$ 100,00 para alunos entre 12 e 17 anos incompletos. É requisito a participação de destaque nos jogos escolares, assim como já serem beneficiários do Auxílio Brasil.
  • Bolsa de Iniciação Científica: valor de R$ 100,00 para alunos entre 12 e 17 anos incompletos. O aluno deve ter desempenho de destaque em competições acadêmicas ou científicas, assim como ser beneficiário do Auxílio Brasil. O mesmo adicional de R$ 1000,00 para a família é válido.
  • Auxílio Criança Cidadã: valor de R$ 200,00 ou R$ 300,00 para o responsável da família que não tenha vaga em creches para seu filho de até 48 meses.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: valor de R$ 200,00 para famílias que, além de serem beneficiárias do Auxílio Brasil, tenham vínculo empregatício com carteira assinada. O benefício é limitado a um por cada família.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: valor de R$ 200,00 para famílias beneficiárias que sejam produtoras familiares. O benefício é limitado a um por cada família.
  • Benefício Compensatório de Transição: por último, temos o benefício para as famílias que sofreram perdas ao migrarem para o novo Auxílio Brasil. Esse benefício vai ser dado até que o valor recebido seja maior do que o que era pago pelo Bolsa Família, ou até a família não ser mais elegível para o recebimento.

Como saber se vou receber o Auxílio Brasil?

Uma dúvida muito comum é sobre quem tem direito de receber o novo Auxílio Brasil. Afinal de contas, a renda extra é muito bem-vinda.

O Auxílio Brasil visa atender famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Nesses casos, a renda per capita deve ser de, respectivamente, R$ 100,01 e R$ 200,00 ou até R$ 100,00.

Além disso, as famílias que já eram elegíveis para o recebimento do Bolsa Família foram cadastradas de modo automático no Auxílio Brasil, por meio do Cadastro Único. A seguir, vamos falar mais sobre o Cadastro Único e sua utilidade no Auxílio Brasil.

Quem tem CadÚnico vai receber o Auxílio Brasil?

Afinal de contas, qual é a relação entre o Auxílio Brasil e o Cadastro Único?

A inscrição no CadÚnico é requisito para receber o novo benefício do governo federal. O CadÚnico é o banco de dados do governo que define a inclusão em benefícios sociais.

Para fazer a inscrição, é só procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de seu município, comprovar a situação que dá causa ao recebimento do benefício e pronto.

Caso você já tenha o cadastro, é importante atualizar o CadÚnico para o correto recebimento do benefício. Da mesma forma, a atualização pode ser feita em uma unidade do CRAS.

Qual o app oficial do Auxílio Brasil?

O aplicativo oficial do Auxílio Brasil se chama Auxílio Brasil CAIXA, e está disponível para celulares Android e iOS.

Nele, você pode acessar informações sobre o seu caso e as perguntas frequentes, além de conseguir explicações sobre o programa pelo seu celular. Fora isso, é possível consultar o calendário de pagamentos e as últimas parcelas.

O Auxílio Brasil é o novo programa de benefícios oferecido pelo governo federal. Ver sua elegibilidade para o recebimento do Auxílio Brasil é uma ótima forma de organizar as finanças com a chegada do ano novo.

Você gostou do nosso conteúdo? Esperamos que tenha sido útil saber um pouco mais sobre o Auxílio Brasil e as diferenças entre esse benefício e os demais. Aproveite que está em nosso blog e confira por que está tudo tão caro no Brasil.

emDia

por emDia