Quanto custa ter um filho: aprenda a se preparar financeiramente para essa chegada

11 de agosto / 2021 (atualizado)

Está pensando em aumentar a família? Não há dúvidas de que a chegada de um bebê é um acontecimento único e inesquecível na vida de um casal. No entanto, junto às emoções inigualáveis, vêm as preocupações com os gastos. Mas, afinal, quanto custa ter um filho? As despesas já começam antes do nascimento, com os exames da futura mamãe, a compra do enxoval, montagem do quartinho…

E seguem com as festinhas de aniversário, escola, saúde, lazer, entre tantos outros até que o filho atinja a independência. No entanto, com um bom planejamento, é possível ter tudo sob controle e uma experiência bastante tranquila.

Então, se você pretende ter filhos, prepare-se para uma das maiores mudanças em sua vida. A seguir, confira quais são os principais gastos e descubra como se preparar financeiramente para que esse momento!

Quais são as despesas de um filho?

Comentamos que as despesas de um filho já começam antes mesmo do seu nascimento. O ideal é que a gravidez seja planejada. Isso permite que tudo seja resolvido com mais tempo e controle, como a contratação de um plano de saúde, os reparos na casa para receber o bebê e a quitação de dívidas, por exemplo.

Porém, na maioria das vezes, o planejamento financeiro só começa com o resultado positivo da gravidez. A partir de então, iniciam-se os gastos. Acompanhe os principais.

Despesas com a mãe

Durante toda a gravidez, a mãe deverá fazer consultas, exames pré-natal e, em alguns casos, tomar medicamentos ou vitaminas. Então, se ela ainda não contava com um plano de saúde, é a hora de contratar um que cubra suas necessidades. Como resultado, essa despesa deverá ser contabilizada no orçamento familiar.

Quartinho do bebê

A preparação do quarto do filho é um dos momentos mais mágicos. Ao mesmo tempo, é uma das primeiras grandes fontes de gastos. Afinal, muitos pais optam por reformar algum cômodo para transformá-lo em um cantinho especial para o bebê.

Nesses casos, é preciso considerar a pintura das paredes, os móveis (berço, poltrona de amamentação, armário, cômoda), além da decoração e outros detalhes para deixar o quartinho pronto para receber o filho com todo o conforto.

Enxoval

São as roupas de cama, como lençóis, cobertores, mantas, além do colchãozinho e do travesseiro. Também envolve as roupinhas, que devem ser em boa quantidade e com tamanhos que acompanhem seu crescimento. Como os bebês ganham peso e crescem bem rápido, é importante já estar preparado com roupas em tamanhos maiores.

Certamente, os novos pais ganharão muitos presentes para completar o enxoval, principalmente se decidirem fazer um chá de bebê, mas geralmente são para usar enquanto a criança ainda é recém-nascida. De todo modo, também haverá despesas com esse evento.

Fraldas

O custo com as fraldas talvez seja os primeiros cálculos que os pais fazem assim que planejam a gravidez ou quando recebem o resultado positivo. Não é para menos, pois elas são um dos maiores gastos. Inclusive, esse é o motivo de muitos casais realizarem um chá de fraldas.

Ao receber fraldas como presente de amigos e familiares, é possível montar um bom estoque que acompanhará o bebê por um bom tempo. Mesmo que o chá seja simples, também envolve algumas despesas, como a decoração e alguns petiscos e bebidas. Então, não deixe de acrescentar esses gastos no planejamento para organizar os pagamentos.

Leite

Quando a licença-maternidade ou o período da alimentação feita exclusivamente via leite materno se encerram, muitas crianças necessitam de leites especiais para receber os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. E eles geralmente são caros. Por isso, é essencial incluir esse gasto também no planejamento familiar.

Saúde

Alguns remédios básicos devem fazer parte da farmácia particular da criança, como para cólica, além daqueles que são para questões menos comuns. Outro gasto importante com a saúde do filho são as consultas com pediatras e vacinas. Por isso, o ideal é que a criança tenha um plano de saúde desde o seu nascimento.

Primeiro aniversário

A festinha de 1 ano é sempre muito esperada pelos pais. E acredite: o tempo passa bem rápido. Mesmo que optem por algo mais íntimo, haverá despesas para celebrar essa data tão especial. Quanto antes vocês se programarem, melhor será.

Enfim, essas são as principais despesas que envolvem o desenvolvido de um bebê até seu primeiro aninho. Mas, como já mencionamos, os gastos com o filho duram muitos anos. Sendo assim, a gestão financeira da família deve ser constante. Afinal, os pais terão despesas como:

  • babá ou creche;
  • escola;
  • material escolar;
  • roupas;
  • atividades extraclasse, como aulas de outro idioma, de música ou algum esporte;
  • transporte para a escola;
  • cursinho e faculdade.

Por que é importante mapear esses gastos?

Agora que você já tem uma boa ideia de quanto custa ter um filho, viu também que as despesas são frequentes. A cada nova fase, há gastos diferentes. Além do mais, é fundamental estar preparado para imprevistos.

Mapear os custos é a melhor forma de fazer um bom planejamento financeiro para ter uma vida mais tranquila e correr menos riscos de ser surpreendido com alguma despesa inesperada que comprometa o equilíbrio financeiro.

Então, elabore uma planilha e liste todos os gastos com seu filho. Porém, tão importante quanto programar os gastos iniciais é transformar isso em um hábito e, desse modo, acompanhar todas as despesas feitas e programar as futuras.

Como se preparar para a chegada do filho?

A chegada de um bebê realmente transforma a vida dos pais, inclusive em relação ao orçamento familiar. Mas é perfeitamente possível se preparar bem para esse momento. Para isso, elabore uma planilha com suas receitas e despesas atuais.

Analise cada ponto com muita atenção e reflita sobre os pontos em que é possível economizar. Alguns exemplos clássicos são: substituição do plano de telefone ou serviço de assinatura por um mais em conta, opções de lazer mais baratas, entre outras. Acredite: sempre há formas de cortar custos. Isso permitirá que você faça um fundo de reserva e arque tranquilamente com os gastos do seu filho.

Pronto! Agora você já sabe quanto custa ter um filho. É verdade que há muitas despesas envolvidas. Mas, com um bom planejamento financeiro, é possível aproveitar esse momento maravilhoso sem passar por dificuldades nem se preocupar com gastos inesperados.

Que tal saber mais sobre como ter independência financeira? Siga o perfil da emDia nas redes sociais e aprenda mais a cada publicação. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube.

emDia

por emDia