Como fazer sobrar dinheiro no fim do mês: 7 dicas de ouro

04 de novembro / 2021 (atualizado)

Sabe quando chega o fim do mês e bate aquela sensação de que ultimamente a sua vida tem se resumido a pagar boletos e mais boletos, ficando com nenhum tostão para contar história? Pois essa é uma realidade vivida por muitos brasileiros. Não é à toa que tanta gente gostaria de mudar essa situação e saber como fazer sobrar dinheiro.

Por isso, aqui vai um spoiler: sim, é possível fazer diferente e poupar uma grana legal todo mês — dinheiro esse que pode servir para concretizar sonhos ou simplesmente gerar uma reserva de emergência. Para tanto, é preciso mudar alguns hábitos financeiros da sua rotina. Ficou com curiosidade a mil para saber quais são eles? Então, acompanhe o texto!

1. Faça um pagamento para o seu eu do futuro

Para começar, se comprometa a fazer o seguinte: a cada salário recebido (ou pagamento por renda extra e/ou serviços prestados a terceiros), tire uma parte do dinheiro e faça um pagamento ao seu eu do futuro.

A ideia é que você realmente veja isso como uma espécie de boleto extra que você tem que pagar mensalmente. Esse valor não precisa ser algo absurdo, viu? Dá para começar com R$ 50,00 e, à medida que o seu orçamento estiver mais livre, ir aumentando.

O motivo disso é simples: se você sempre prioriza as contas e deixa a si mesmo de escanteio, não estará aproveitando a sua própria renda pela qual dá o suor o mês inteirinho — o que significa zero qualidade de vida e nenhuma perspectiva de melhora no futuro. Portanto, faça esse experimento e comece enfim a poupar.

2. Controle as despesas de casa

A segunda dica é controlar as despesas de casa para que elas não extrapolem de um mês para o outro e isso faça com que você tenha mais gastos — ou pior: contraia dívidas. Afinal, quanto maior o valor dos boletos, mais fácil se vai a sua renda, não é mesmo?

Entre as despesas que podem ser monitoradas e reduzidas, podemos citar as contas de água, de luz, de telefone fixo, de mercado, de internet etc. Para isso, adote medidas que evitam desperdício, modere o uso das coisas e entre em contato (quando possível) com o fornecedor do serviço para ver planos mais acessíveis.

3. Evite comprar por impulso

Se você é do tipo de pessoa que vira e mexe cede aos impulsos e gasta o dinheiro sem se dar conta ao certo com o quê, aumente os cuidados consigo mesmo para evitar esse mau hábito. “Mas como fazer isso na prática?”, talvez você esteja pensando.

Pra isso, é importante reduzir os estímulos que geram esse comportamento impulsivo. Por exemplo, comece diminuindo as suas idas a centros comerciais ou a áreas com muitas lojas.

Também é interessante deixar de seguir, ou pelo menos desativar, as notificações daqueles perfis nas redes sociais que servem apenas para divulgar produtos em promoção ou oferta, pois o intuito deles é só um: influenciá-lo a comprar pela internet.

4. Prefira pagar à vista

Precisou comprar algo? Então, não dê bobeira: pague pelo produto ou serviço à vista. Tenha em mente que isso significa uma despesa a menos no cartão de crédito, ainda mais quando se tem o hábito de parcelar (e em inúmeras prestações!).

De quebra, essa forma de pagamento traz outra vantagem interessante: você tem mais chances de conseguir uma compra com valor reduzido ou mesmo com desconto.

É que, como determina a Lei nº 13.455/17, os estabelecimentos podem cobrar preços diferenciados de acordo com a modalidade de pagamento que o consumidor escolhe. Isso explica por que muitos produtos e/ou serviços são um pouco mais caros no pagamento parcelado ou no crediário, por exemplo.

5. Considere mudar costumes do dia a dia

Outra dica de como fazer sobrar dinheiro é mudar alguns costumes do dia a dia que fazem gastar mais do que realmente é necessário. Um exemplo bem simples é quando você compra um determinado alimento não por ele em si, mas pela marca que o comercializa.

Como já está tão acostumado a fazer isso, exclui a possibilidade de experimentar o mesmo produto, mas de marcas diferentes — muitas delas com o custo bem mais em conta. O bom de seguir essa sugestão é que você começa a identificar diferentes gastos para cortar do orçamento.

O vídeo abaixo pode ajudar você nessa missão de aprender como fazer dinheiro sobrar!

6. Poupe o seu troco

Muitas pessoas fazem compras com dinheiro, mas não valorizam o troco que recebem delas. Uma boa parte, por exemplo, gasta com balas ou outros doces baratinhos posicionados estrategicamente perto dos caixas justamente para que o cliente deixe todo o dinheiro dele ali.

Se você também faz isso, é hora de mudar a situação! Comece a juntar esses trocos em um só lugar — aqui vale, inclusive, o tradicional cofre de moedas. Com o tempo, você vai notar como esse dinheiro que é tão menosprezado pode fazer a diferença no fim do mês!

7. Eduque financeiramente a sua família

Por fim, é importante que você envolva a sua família nesse processo de educação financeira. Uma forma de fazer isso é compartilhando com os pais, os irmãos, os filhos e/ou o cônjuge esses novos hábitos que ajudam na hora de economizar um dinheirinho.

Tenha em mente que, quando todo mundo que mora e convive diariamente com você está alinhado com o mesmo objetivo, se torna muito mais fácil e rápido promover essas mudanças na sua vida financeira.

Viu só como fazer sobrar dinheiro no fim do mês? Comece a praticar esses novos hábitos hoje mesmo, inserindo-os não só na sua rotina, mas também no dia a dia da sua família. Com o tempo, você vai ver que mantê-los está longe de ser difícil. E o melhor: é possível até mesmo expandi-los para ter uma melhor gestão financeira e sair do vermelho.

E já que o tema do post de hoje é poupar, aproveite para conferir um vídeo que postamos no YouTube sobre como economizar mesmo ganhando pouco!

Gabriella Araujo

por Gabriella Araujo