Paguei minha dívida, mas o nome continua sujo: o que fazer?

29 de abril / 2021

Você já deve ter se deparado com algum conhecido que disse as seguintes palavras: paguei minha dívida, mas o nome continua sujo. Parece preocupante, não é? Afinal, se houve a quitação da dívida, o correto é que o nome fique limpo em seguida.

Porém, existem vários fatores que podem interferir no processo e resultar nesse tipo de reclamação. Mesmo assim, é importante verificar o que pode ter acontecido quando a negativação permanece lá.

Nós sabemos que acabar com o endividamento é um processo desgastante. Por isso, criamos este guia para que você entenda mais sobre essa situação. Continue lendo para saber mais!

Qual o prazo para a retirada do nome do cadastro de inadimplentes?

É possível imaginar a frustração de alguém que se esforçou para quitar as suas dívidas e, mesmo assim, recebe a notícia de que o nome não está limpo. Por outro lado, é preciso deixar que o processo corra seu curso, antes de procurar outras medidas.

A primeira coisa que você deve saber é que, após a quitação da dívida, os birôs de crédito têm um prazo para excluir o seu nome da lista de negativados. Esse prazo está estabelecido no Código de Defesa do Consumidor (CDC), portanto a efetivação deve ocorrer em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento da dívida.

Saiba mais sobre o assunto neste vídeo aqui: O que são birôs de crédito? – Canal emDia – YouTube

Antes disso, não há motivo para preocupação. Assim, aguarde o período de processamento e consulte o seu CPF novamente. Se ficar comprovado que não houve a exclusão, o seu caso pode estar enquadrado em uma das hipóteses descritas no tópico a seguir.

Quais motivos levam o nome a ficar sujo mesmo após o pagamento da dívida?

Essa situação é mais comum do que você imagina e é necessário descobrir quais são as possíveis causas para encontrar a melhor solução. Listamos alguns exemplos que ocorrem com maior frequência para que você avalie essas possibilidades.

Não identificar o credor

Digamos que a sua dívida está relacionada ao pagamento da fatura do cartão de crédito. Nesse caso, o seu credor pode ser o próprio banco ou uma recuperadora de crédito. No setor financeiro, este tipo de empresa é bastante comum, pois atua de duas formas:

  • terceirização de cobrança: com o intuito de reduzir custos com essa atividade a recuperadora é contratada pelo credor para gerenciar as atividades de cobrança — geralmente, são dívidas recentes e que têm grandes chances de quitação em curto prazo;
  • compra de dívidas: por outro lado, essa opção tende a ser adotada na tratativa de dívidas antigas e que estão perto de caducar, ou seja, estão perto de completar 5 anos — nesse caso, os credores vendem a dívida.

Por esse motivo, para quitar as suas contas é preciso identificar quem é o real credor antes de começar a negociação.

Deixar de pagar a negociação no prazo

Normalmente, quando alguém entra em negociação para quitar uma dívida, as condições devem caber no seu bolso. Nesse caso, não é interessante aceitar propostas cujos valores ultrapassem a sua capacidade de pagamento. Além disso, tente avaliar as suas condições atuais e futuras de arcar com esse compromisso.

Por isso, avalie cuidadosamente as alternativas oferecidas e tenha em mente a seriedade do compromisso assumido. Feito isso, será emitido um boleto para pagamento que deve ser quitado até a data do vencimento.

Atenção! Se você fizer o pagamento após a data estipulada ou deixar de pagar a conta, isso constitui quebra de acordo. Portanto, você perde as vantagens da renegociação e o débito continua em aberto.

Surgimento de dívidas desconhecidas

Há casos em que a dívida pode ser uma surpresa para o devedor. Golpes, a utilização dos dados pessoais por terceiros e quem empresta o nome para familiares e amigos correm esse risco.

Provavelmente, você conhece a história de alguém que fez um empréstimo para um conhecido, emprestou o cartão ou adquiriu um bem com a promessa de pagamento em dia. Nesse caso, a boa vontade pode virar um problema.

Embora você não seja responsável pela dívida, é o seu nome e o seu CPF que vão parar na lista de devedores. Portanto, além de quitar as suas dívidas, verifique se há débitos de origem desconhecidos que estão mantendo o seu registro de negativado.

Cobrança indevida

Nesse caso, o responsável pelo registro da dívida de forma indevida é a instituição cobradora. As empresas de telefonia lideram o ranking de casos, que, em alguns cenários, podem gerar até mesmo processos judiciais.

Nesse caso, o usuário solicita o cancelamento do serviço e, ainda assim, continua recebendo contas. Ao interromper o pagamento, uma vez que o contrato foi cancelado, o cliente é considerado devedor.

No decorrer do tempo, a operadora pode acionar os órgãos de proteção ao crédito para a inclusão do nome na lista de devedores. Essa inscrição indevida é um dos problemas mais graves, pois requer o registro de reclamação junto ao PROCON e ao Juizado Especial Cível para ser solucionada.

Paguei minha dívida, mas o nome continua sujo. O que fazer?

Cuidar das finanças já é um desafio sem a presença de contas em atraso e pode se tornar ainda mais complexo quando o nome continua sujo, mesmo após a quitação das dívidas. Se você verificou as possibilidades descritas por aqui e identificou qual é o seu caso, é preciso tomar medidas para regularizar essa situação.

O primeiro passo pode ser uma renegociação com o Santander. Aproveitando essas condições, é possível quitar contas de cartão de crédito, financiamento de veículos, cheque especial e empréstimos. Assim, você pode contar com diversas vantagens, como:

  • oferta sem a cobrança de juros;
  • descontos ou isenção de taxas;
  • pagamento de forma parcelada;
  • outras condições especiais.

Além disso, você pode ter o apoio de empresas especializadas na renegociação de dívidas. A principal vantagem é dispor de um processo descomplicado e confiável. A emDia é uma plataforma online que oferece esse serviço diretamente pelo site. Você pode escolher como e quanto deseja pagar e aproveitar condições especiais.

Se você seguir as nossas recomendações, frases como “paguei minha dívida, mas o nome continua sujo” serão apenas uma lembrança do passado. Conte com o apoio da emDia para acabar com as dívidas e conquistar a tão sonhada liberdade financeira.

Gostaria de conhecer mais sobre os nossos serviços? Acesse o nosso site e saiba como podemos ajudar.

Rodrigo

por Rodrigo