Aprenda agora mesmo como consultar o PIS

05 de agosto / 2021 (atualizado)

Todas as pessoas que trabalham em uma empresa do setor privado e tem registro no regime CLT tem o seu número PIS. Mas, afinal, você sabe o que é e como consultar o PIS?

Embora esse programa exista desde 1970, ainda há muitas dúvidas sobre ele. Muitas pessoas não sabem o número e, por isso, não conseguem fazer a consulta e o saque. Para ajudar você, vamos mostrar neste post como consultar o PIS usando o seu CPF! Acompanhe!

O que é o PIS?

O PIS, sigla para Programa de Integração Social, é uma contribuição tributária que as empresas fazem e que é totalmente destinada para os colaboradores do setor privado.

Ele funciona como se fosse um tipo de 14º salário para os profissionais que trabalham com registro CLT. Vale lembrar que é por meio dele que o funcionário vai ter acesso a benefícios como FGTS e seguro-desemprego.

O PIS foi criado por meio da Lei Complementar n° 7, de 7 de setembro 1970. Esse programa busca integrar o funcionário com o desenvolvimento da empresa.

Ele também é conhecido como PIS-PASEP. O PASEP nada mais é que o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, ou seja, é o mesmo benefício, só que para os funcionários públicos.

Quem tem direito a esse benefício?

Os trabalhadores precisam se enquadrar em algumas condições para que possam ter direito ao PIS. Veja quais são:

  • ter cadastro no PIS há 5 anos no mínimo;
  • ter exercido atividade remunerada para alguma empresa com registro, durante, pelo menos, 30 dias no ano base que é levado em conta para a apuração;
  • ter recebido uma remuneração de até 2 salários mínimos durante o ano-base;
  • ter os dados apresentados corretamente pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) do ano-base.

É importante mencionar que os representantes dos empregadores, trabalhadores e do governo decidiram pelo adiamento do calendário do próximo PIS/PASEP para o próximo ano, ou seja, para 2022. Foi uma decisão unânime do CODEFAT (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Sendo assim, o Ministério da Economia prevê que os pagamentos do ano de 2020 sejam pagos a partir de janeiro de 2022. Além disso, é vale ressaltar que vão ser depositados para todos os grupos já com o valor atualizado do salário mínimo, ou seja, R$ 1.100,00.

Os trabalhadores que não fizerem o saque do PIS até a data limite estipulada têm até 5 anos para fazer a retirar da quantia. Então, se você tem direito a esse benefício, não deixe de prestar atenção aos calendários de pagamento.

Quais são os passos para consultar o PIS com o CPF?

Bom, todos têm vários números que devem ser lembrados no dia a dia, por isso há confusão e até mesmo esquecimento. Se esse é o seu caso, não precisa se preocupar, pois há mais de uma maneira de conseguir consultar o seu PIS. Uma delas é usando o CPF.

Você pode fazer isso usando diversos aplicativos ou sites oficiais e governamentais. Trouxemos aqui 3 bons exemplos para consultar seu PIS facilmente. Confira!

Portal Meu INSS

Você só precisa acessar o portal, em seguida clicar em “Entrar com gov.br”. Fazendo esses passos, vai abrir uma janela, na qual você vai ter acesso à sua conta Gov inserindo o seu número de CPF.

Ainda não tem um cadastro? Calma, pois é só selecionar “Crie sua conta”. Depois vá até a opção “Meu Cadastro”, que está localizada bem no canto superior esquerdo. A página que se abre em seguida vai mostrar todos os seus dados cadastrais, e você poderá visualizar o seu PIS.

Site do CNIS

Essa é outra opção de site para consultar seu benefício. Acesse o CNIS, sigla para Cadastro Nacional de Informações Sociais. Depois, clique em “Cidadão”. Em seguida, selecione “Inscrição” e “Filiado”.

Preencha todos os campos, inserindo o seu CPF. Pronto, vai aparecer uma mensagem dizendo que seus dados já se encontram no CNIS e pedindo para você usar o seu NIT (Número de Identificação do Trabalhador) para fazer saques. Ou seja, ele disponibiliza seu NIT, que é o seu PIS.

App FGTS

Depois de baixar o aplicativo FGTS na Google Play ou App Store, você vai informar seu CPF e clicar em “Próximo”. Se não tiver cadastro, você terá que criar, registrando seus dados e uma senha.

Feito isso, você receberá um e-mail de verificação para fazer a ativação da sua conta. Depois de acessar novamente o app, basta clicar em “Mais” e escolher a opção “Endereço e Dados Pessoais”. Pronto, na próxima tela já poderá encontrar seus dados e o seu PIS.

Como sacar o PIS?

Os cotistas do PIS vão fazer o saque do valor nas agências da Caixa Econômica Federal — lembrando que é apenas quem trabalhou na iniciativa privada, certo? Já os funcionários públicos terão que sacar o benefício nas agências do Banco do Brasil. Não se esqueça de que o saque sempre segue um calendário anual, dependendo do mês de aniversário de cada trabalhador.

Aqueles que não têm uma conta-corrente na Caixa Econômica Federal vão receber a quantia por meio de uma conta poupança social digital da Caixa. É possível fazer isso usando o aplicativo Caixa Tem.

Agora, quem não tem conta-corrente nem essa conta poupança, terá que fazer o saque pelo Cartão Cidadão nas lotéricas, caixas eletrônicos da Caixa ou ainda nos correspondentes Caixa Aqui.

Quais são as melhores dicas para usar o PIS?

A primeira ação a ser feita quando se recebe o PIS é pagar dívidas, caso elas existam, e organizar as finanças. O mais indicado é dar prioridade para as dívidas que têm um valor bem alto, pois cobram juros elevados.

Bons exemplos de dívidas caras são o cartão de crédito e o cheque especial. O que importa mesmo é que, antes de pensar em economizar ou em guardar a quantia, você não esteja no negativo.

Suas contas estão equilibradas? Você tem liberdade financeira? Se sim, o passo seguinte é fazer uma reserva de emergência. Afinal, ninguém sabe o que vai acontecer amanhã, concorda? Então, é recomendado reservar uma quantia do seu orçamento mensal para destinar a qualquer eventualidade que apareça, como gastos médicos e perda de emprego.

Por fim, se você já está com uma reserva e não tem dúvidas, é importante que compre os produtos à vista sempre que possível, pois assim você pode negociar e pedir bons descontos.

E aí, o que achou das nossas dicas? Lembre-se de que não basta saber como consultar o PIS e fazer o saque. É preciso também se planejar para fazer o melhor direcionamento desse valor, afinal de contas, o dinheiro acaba bem rápido quando não se tem planejamento.

Quer continuar aprendendo com os nossos conteúdos? Então, assine a nossa newsletter para receber as novidades diretamente na sua caixa de entrada!

emDia

por emDia