Nome sujo: tire as suas dúvidas [+ mitos e verdades]

24 de abril / 2019 (atualizado)

Você com certeza já ouviu que fulano está “com o nome sujo”. Mas o que isso realmente quer dizer? Quais são as consequências e como reverter essa situação?

Escolhemos começar o nosso post sobre nome sujo contando um pouquinho de história.

Você sabia que nome sujo vem da expressão popular “ter nome sujo na praça”?

Essa expressão era muito utilizada no passado, pois a maioria das lojas que trabalhavam com o sistema de crediário ficava nos centros das grandes cidades, justamente onde existiam as principais praças. Por esse motivo, caso os pagamentos não fossem feitos nas datas combinadas, o devedor passava a ser conhecido como alguém que tinha o nome sujo na praça.

Com o passar dos anos, encurtamos a expressão apenas para “nome sujo”, e, hoje, todos os dias, vemos muitas notícias sobre esse assunto. Ao final de 2018, foram registrados mais de 63 milhões de CPFs nessa situação.

Caso você seja uma dessas pessoas, ou conheça alguém que está nessa situação, este texto foi pensado com muito carinho para esclarecer todas as dúvidas, mitos e verdades sobre o tema. Boa leitura!

Como um nome fica sujo?

Primeiramente, ter o nome sujo significa que, pela falta de algum pagamento, você foi cadastrado em algum dos órgãos de proteção ao crédito, sendo os mais conhecidos: SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), o CCF (Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos) e Serasa.

Após 15 dias do vencimento, o credor pode realizar esse cadastro negativo do nome e CPF. Vale lembrar que esse pagamento inexistente pode ocorrer de muitas maneiras:

  • cheques sem fundos que são devolvidos pela segunda vez por algum banco;
  • não pagamento de parcelas e boletos de algum parcelamento em lojas de varejo;
  • não pagamento das faturas do cartão de crédito;
  • não cumprimento de acordos e parcelamentos de dívida;
  • inadimplência em aluguel de imóveis ou condomínio.

O que acontece quando o nome está sujo?

Restrições são o principal problema de estar com o nome sujo, e junto a elas vem uma série de frustrações e dores de cabeça. Confira a seguir as situações mais comuns enfrentadas quando se está com o nome sujo.

Restrições na concessão de crédito

Quem está com o nome sujo tem dificuldade em obter qualquer tipo de crédito, impossibilitando o uso de cheque especial (aquele limite a mais que aparece na sua conta), emissão de cartões de crédito e aumento em seu limite, obtenção de financiamentos e crédito pré-aprovado.

Impossibilidade de alugar imóveis

Outro ponto negativo de estar com o nome sujo é que os contratos de aluguel de imóveis não poderão ser feitos no nome de quem está com dívidas em atraso.

Isso acontece porque, antes de qualquer acordo relacionado a imóveis, a imobiliária em questão faz uma análise de crédito para garantir que o locatário terá condições de arcar com os pagamentos.

Dificuldade para abrir conta-corrente

Pessoas com o nome sujo podem ter seu pedido de abertura de conta-corrente negado pelos bancos.

Embora alguns bancos aceitem a abertura de conta-corrente com o nome sujo, a verdade é que essas contas não terão acesso às facilidades que uma conta-corrente oferece, como crédito pré-aprovado, cheque especial, cartão de crédito etc.

Recusa na emissão e utilização de cheques

Os cheques oferecem facilidades e condições especiais em algumas lojas e, por isso, muitas vezes acabam sendo utilizados no lugar de cartões de crédito.

Porém, quem está com o nome sujo fica impossibilitado de utilizar cheques em estabelecimentos que façam prévia consulta de nome sujo, além de que o próprio banco emissor dos talões está autorizado a negar a emissão de um novo talão para clientes com dívidas.

Crédito mais caro

Antes de fazer conceder qualquer tipo de crédito, o credor analisa não só se o consumidor tem dívidas atuais, mas também olha para o score de crédito — uma pontuação que mostra qual o risco de aquela pessoa não pagar pelo que adquiriu.

A partir dessa pontuação é que as taxas de juros são estipuladas.

Isso significa que quem tem o nome sujo pode ter consequências mesmo depois de quitar suas dívidas, já que seu score sofrerá impacto, e isso fará com que o acesso ao crédito fique mais caro.

Como consulto se meu nome está sujo?

Cada plataforma traz um mecanismo de consulta diferente, mas sempre é necessário fazer um cadastro com os seus dados para que eles possam ser identificados pelos sistemas de consulta.

É importante lembrar que as empresas que realizam negociações nem sempre têm acesso à carteira na qual a sua dívida está. Ou seja, você pode não achar o seu débito por lá, mas isso não significa que ela deixou de existir, apenas que está sob a administração de outras empresas.

A nossa recomendação é que você procure a empresa responsável atualmente pela sua dívida e aquela que ofereça condições de negociação mais compatíveis com o seu bolso, com segurança e transparência.

O que eu faço para limpar o meu nome?

O primeiro passo para limpar o nome é descobrir qual empresa colocou o seu nome como sujo. Isso parece óbvio, porém, muitas vezes, as dívidas são tão antigas, que nem nos lembramos de onde elas vieram.

Além disso, os valores podem estar bem diferentes da época da compra, isso acontece pela taxa de juros que é aplicada ao longo do tempo sobre o débito.

Entenda a seguir qual o passo a passo para se livrar de uma vez por todas do nome sujo.

Procure seu credor

Assim que identificar as suas dívidas, você deve procurar imediatamente o credor em busca de analisar as opções de acordo para a quitação.

Se você tem o débito há bastante tempo, pode ser difícil encontrar o contato correto do credor para fazer essa negociação, mas não se preocupe! Atualmente, existem plataformas digitais que concentram em um único lugar as suas dívidas, oferecendo propostas que podem ser acessadas e contratadas de modo 100% online.

Faça contrapropostas

Após avaliar as propostas de negociação oferecidas pelo credor para limpar seu nome, é hora de entender se elas cabem no seu bolso.

Em caso positivo, siga com o fechamento do acordo. Porém, se a parcela não estiver conforme o que pode pagar, você consegue fazer uma contraproposta e aguardar aprovação dessa condição especial.

Em plataformas como a emDia, por exemplo, você pode até simular o valor da parcela e, se não for possível chegar nele, o sistema dará a opção mais próxima.

Planeje e controle o orçamento

Para se livrar definitivamente do nome sujo, é importante que você planeje seu orçamento para quitar a dívida.

Organize suas contas em uma planilha e entenda quais seus gastos fixos e variáveis. Em seguida, verifique qual valor é possível alocar no pagamento de parcelas da dívida mensalmente.

Dessa forma, você saberá qual a sua realidade financeira, possibilitando fazer um acordo que não atrapalhe seus demais compromissos.

Foque no pagamento do acordo

A partir do momento em que fechar o acordo, ele deve ser sua prioridade e principal objetivo. Portanto, evite fazer novas dívidas e parcelamentos até quitá-lo.

Assim, você terá o controle de sua vida financeira e caminhará para ser saudável financeiramente.

O que é mito e o que é verdade sobre nome sujo?

Em busca de ajudá-lo a lidar com situações relacionadas ao nome sujo, reunimos aqui 4 crenças comuns relacionadas às dívidas, mostrando o que é mito e o que é verdade em cada uma delas. Confira!

O consumidor tem direito de ser notificado sobre o seu nome estar prestes a ser negativado

VERDADE.

Essa dinâmica está prevista e documentada no Código de Defesa do Consumidor. Portanto, os credores são obrigados a lhe avisar antes de incluir seu cadastro negativo em uma empresa de proteção ao crédito.

Ligações de cobranças podem ser feitas ilimitadamente

MITO.

Ainda citando o Código de Defesa do Consumidor, o artigo 42 especifica que cobrança abusiva é uma prática ilegal.

Portanto, se você está com o nome sujo, fique atento aos sinais como chantagem, horários inapropriados e quebra de sigilo bancário nas ligações de cobrança. E, se possível, prefira fazer acordos online.

O banco pode impedir o uso do meu cartão de crédito

MITO.

Embora não seja possível emitir um novo cartão de crédito, quem está com o nome sujo não será impedido de usar os cartões já emitidos.

A única diferença é que o banco pode diminuir seu limite de uso e reprovar qualquer pedido para aumento dele, além de outros benefícios.

Outra empresa pode comprar minha dívida

VERDADE.

Uma prática comum no mercado é que empresas que estão com dificuldades para receber os seus créditos vendam as dívidas para outras empresas/fundos.

Esse processo se chama Cessão de Crédito e é um dos principais motivos de recebermos cobranças com nomes de empresas que nem conhecemos.

Ao renegociar uma dívida, meu nome fica sujo até quitá-la

MITO.

Quando você faz o acordo do seu débito e efetua o pagamento da primeira parcela, seu nome é retirado dos órgãos de proteção ao crédito no prazo de até 5 dias úteis.

Ele ficará limpo e só será sujo de novo, se houver quebra do acordo por meio do atraso das parcelas (ou em caso de um outro débito em atraso).

Meu nome fica sujo por um período de tempo máximo

VERDADE.

Existe sim um prazo máximo de 5 anos para que o CPF negativado saia dos órgãos de proteção ao crédito. Após esse período, o nome do devedor precisa ser retirado da lista de inadimplentes. Mas a dívida não deixa de existir, e o credor ainda pode cobrá-la na Justiça.

Posso ser recusado em uma vaga de emprego

VERDADE.

Muitas empresas analisam a vida financeira dos candidatos e adotam a política de eliminar aqueles que têm o nome sujo.

Essa atitude é prevista por lei, já que desde 2012 o Tribunal Superior do Trabalho enfatiza que cada empregador pode definir se permitirá ou não a contratação de colaboradores com restrições no nome.

O que eu faço para limpar o meu nome?

Como vimos até aqui, o nome sujo pode ocorrer por diversos imprevistos e acabar impossibilitando que você consiga novos créditos e tenha aprovação para alugar imóveis, financiar um carro etc.

Porém, limpar o nome não é nenhum bicho de sete cabeças, somente requer atenção e um planejamento financeiro para quitar as dívidas.

Nós acreditamos que é possível dar a volta por cima e curtir todos os benefícios de estar com a vida em dia. É por isso que oferecemos uma forma diferenciada de negociar e quitar suas dívidas, com atenção e respeito, para limpar o nome sujo.

Se você está interessado em se livrar do nome sujo de uma vez por todas, consulte seu CPF agora mesmo na plataforma emDia e negocie suas dívidas com condições especiais de parcelamento e até 90% de desconto!

Marcella Menasce

por Marcella Menasce