Empréstimo para pagar dívidas: entenda se essa opção vale a pena

17 de maio / 2021 (atualizado)

Nem sempre dá para fugir das dívidas, não é mesmo? Seja para quitar a casa nova, comprar um carro novo ou custear uma reforma inesperada da sua casa. Diante dessa situação, o empréstimo para pagar dívidas é uma alternativa que pode valer a pena em alguns casos, sendo importante avaliar cada detalhe.

Pode ser que no seu caso, o parcelamento da dívida seja mais vantajoso, trazendo benefícios que facilitarão o pagamento. Por isso, é importante avaliar qual é a melhor opção para cada caso e buscar a solução mais benéfica para você.

Neste artigo, vamos explicar quando vale a pena pedir um empréstimo para pagar dívidas. Além disso, mostraremos em que situações o parcelamento é mais vantajoso. Confira!

Saiba quando vale a pena pedir um empréstimo para pagar dívidas

O empréstimo não é a melhor solução para pagar as dívidas em todos os casos. Confira em que ocasiões essa é uma alternativa vantajosa!

Quando os juros do empréstimo são menores que os das dívidas

Uma das principais dificuldades de estar endividado é conciliar as tarifas que surgem desse débito. Dependendo da situação, um saldo negativo de R$3 mil pode se transformar em R$6 mil em um espaço de tempo relativamente curto.

Portanto, compare as taxas de juros do seu endividamento com as de possíveis empréstimos, verificando qual é a melhor opção para o seu caso. O raciocínio é bem simples: as taxas da dívida são maiores que as da oferta de crédito? Então vale a pena pegar um empréstimo e quitá-la de uma vez!

É importante ter atenção nesse momento, pois se as taxas do empréstimo forem maiores, você pode ficar preso a um ciclo de endividamento. Por isso, avalie com calma cada situação e procure sempre a solução mais vantajosa para o seu caso.

Quando você precisa fugir do rotativo do cartão de crédito

O rotativo é um tipo de empréstimo oferecido aos clientes de cartão de crédito que não conseguem pagar a fatura por inteiro. Desse modo, quando ela paga um valor menor do que o total, o montante restante fica para o próximo mês, sendo que juros são cobrados sobre a quantia não paga.

Sendo assim, quando você entra para o rotativo, está pagando juros em cima do valor que não conseguiu quitar. Essa não é uma prática muito recomendada, afinal, a quantia a ser paga continua crescendo, tornando a quitação da dívida cada vez mais complicada.

Diante desse cenário, é interessante procurar um empréstimo que permita trocar uma dívida por outra com juros mais baixos. A ideia é procurar uma taxa de juros reduzida e quitar o seu cartão.

Quando existe bônus por pagar antecipadamente

Outra situação em que vale a pena pegar um empréstimo para quitar as dívidas é quando você recebe um bônus para pagar antecipadamente. Algumas instituições fazem feirões e eventos especiais para negociar descontos para quitar os débitos existentes.

Dependendo do caso, a dívida pode ser reduzida em até 90% nesses eventos. Ainda existe a opção de fazer a negociação da dívida diretamente com o credor. Em ambos os casos, a condição costuma ser que o montante seja pago de uma só vez, sem parcelas.

Isso acontece porque o credor acha melhorar diminuir o débito para receber um valor imediatamente. Nesse caso, um empréstimo se torna super vantajoso, pois permite aproveitar o desconto e limpar seu nome. Sendo assim, você pagará muito menos e terá parcelas mais suaves para quitar.

Entenda quando o parcelamento da dívida é mais vantajoso

O parcelamento da dívida pode ser uma opção mais vantajosa em diversas situações. Entenda em quais ocasiões é preferível optar por essa solução!

Quando oferece a oportunidade de limpar o nome

A primeira grande vantagem dessa modalidade é retirar o seu nome da lista de negativados. Isso permite que você tenha liberdade para realizar compras grandes, empréstimos e outros processos. Essa é uma boa notícia, não é mesmo? Entretanto, é importante tomar cuidado e evitar dívidas, para não cair no mesmo problema.

Quando você passa pela negociação, um novo compromisso é firmado, sendo que o pagamento é dividido em parcelas acordadas. Logo após a quitação da primeira parcela, o seu nome é retirado das listas de credores.

Lembre-se de que se você deixar de pagar as parcelas, poderá ter o nome negativado novamente. Por isso, procure ao máximo honrar o compromisso com esses pagamentos, evitando dificuldades no futuro.

Quando permite pagamentos mais suaves

Outra vantagem de optar pelo parcelamento da dívida é a possibilidade de fazer pagamentos mais suaves. Nem sempre é possível quitar o seu saldo negativo de uma só vez, por isso, é importante ter a oportunidade de parcelar esse valor, sem fazer novos débitos.

Ao optar pelo parcelamento, você terá pagamentos que não afetarão tanto o seu planejamento mensal, mas que serão feitos por um tempo maior. Algumas pessoas também aproveitam para pagar dívidas com o 13º salário, o que pode ser uma opção interessante.

Seja qual for o caminho escolhido, é essencial planejar suas finanças e cortar gastos, possibilitando a quitação de cada parcela, sem sofrimento. Isso proporcionará tranquilidade para o seu dia a dia, sem as cobranças tirando o seu sossego.

Quando evita cobranças jurídicas

As cobranças jurídicas não são tão comuns, mas podem acontecer. Nessa modalidade de cobrança, quando aceita, a pessoa que não paga os valores acertados está contrariando uma decisão da justiça brasileira, o que pode trazer problemas maiores.

Para não ter essa preocupação, o parcelamento de dívidas é uma ótima alternativa. Além de evitar cobranças jurídicas, ele impede ligações e outras modalidades de cobrança, que costumam ser incômodas e um lembrete constante desse problema.

Neste artigo, apresentamos quando o empréstimo para pagar dívidas é uma boa solução e em que situações o parcelamento se torna a opção mais vantajosa. Seja qual for o seu cenário, é fundamental cuidar das suas finanças e se preparar para quitar seus débitos. A emDia tem as melhores soluções para facilitar a sua vida, podendo negociar sua dívida com descontos de até 90%. Incrível, não é?

Está esperando o que para resolver esse problema? Entre em contato com a gente e tire as suas dúvidas agora mesmo!

Fizemos um video para não deixar nenhuma dúvida. Confira!

 

Rodrigo

por Rodrigo